Tarefas de triangulação com restrições perceptuais em pessoas com deficiência auditiva: um estudo por meio de gps

DSpace Repository

Tarefas de triangulação com restrições perceptuais em pessoas com deficiência auditiva: um estudo por meio de gps

Show full item record

Title: Tarefas de triangulação com restrições perceptuais em pessoas com deficiência auditiva: um estudo por meio de gps
Author: Duarte, Edison; Elias, Adão Robson; Custodio, Vagner Sérgio
Description: This study aimed to investigate how people with hearing disability perform tasks of distances estimation for locomotion and navigation when deprived of effective perceptual and proprioceptive information. For this, participants with hearing disability went three distances being the first and second 100 meters and the third 140 meters (triangulation) from a source point in an inverted L open field trajectory and then returned to the origin, and the first two were driven by a researcher guide with adapted GPS coordinates of the study, and the third being three free-form sessions, the first one without any perceptual and proprioceptive restriction, the second without visual perception, and the third on the wheel-chair, that is, without proprioception. The results showed that people with hearing disability without the knowledge of the path do not possess satisfactory accuracy but when they learn the way even with the restriction of visual perception and proprioception they can return to the starting point in a task of triangulation. The "t" students test with a significance level of 5% (2.131) indicates significant differences between the first task without any perceptual restriction and the third where they performed in the wheelchair. To achieve these results we used remote monitoring via GPS and the TrackMaker software.Esse estudo teve como objetivo investigar como as pessoas com deficiencia auditiva realizam tarefas de estimação de distâncias por locomoção e navegação durante privação de efetivas informações perceptuais e proprioceptivas. Para isso os participantes com deficiencia auditiva caminharam três distâncias sendo a primeira e segunda de 100 metros e a terceira de 140 metros (triangulação) a partir de um ponto de origem no campo aberto numa trajetória em L invertido e em seguida o retorno à origem, sendo as duas primeiras orientadas por meio de um pesquisador-guia com GPS adaptado as coordenadas do estudo, e a terceira de forma livre sendo tres sessões, a primeira sem nenhum tipo de restrição perceptual e proprioceptiva, a segunda sem a percepção visual, e a terceira na cadeira de rodas, ou seja, sem a propriocepção. Os resultados demonstraram que as pessoas com deficiencia auditiva sem o conhecimento do trajeto não possuìram acuracia satisfatória, mas quando aprendem o caminho mesmo com a restrição da percepção visual e da propriocepção ele conseguem retornar ao ponto inicial em uma tarefa de triangulação. O teste “t” students tendo nível de significância de 5% (2,131) aponta diferenças significantes entre a primeira tarefa sem nenhum tipo de restrição perceptual com a terceira onde realizaram na cadeira de rodas. Para se chegar a esses resultados foi utilizado monitoramento remoto por meio de GPS e software trackmaker.
URI: http://www.revistajopef.com.br/artigos_revista_jopef_vol15_n2_2013.pdf
Revista Científica JOPEF, v. 15, n. 2, p. 165-171, 2013.
1806-1508
http://hdl.handle.net/11449/124550
520917673964692
Date: 2016-04-20


Files in this item

Files Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account